Skip to main content
Métricas e Indicadores

CTR (Click Through Rate): O Que é, Como calcular, Para que serve, e Como aumentar?

By 12 de Outubro, 2021No Comments

Pouco importa o seu nicho de mercado e o tamanho da sua empresa, mas uma coisa é verdade: o CTR precisa aumentar. Trata-se de uma métrica fundamental e é uma das ações mais importantes do Marketing Digital.

Trata-se do Click Through Rate, em português é a taxa de clientes e por isso é um indicador crucial para qualquer tipo de estratégia. Portanto, quanto maior for no seu anúncio, mais benefícios o seu negócio terá.

A proposta deste artigo é mostrar como o CTR é importante para o seu negócio, por exemplo: diminuindo o custo de anúncio no Google Ads, melhorando o seu ranqueamento e muitas outras coisas. Dessa forma, veja como esse assunto é importante para o seu negócio.

O que é CTR?

Em primeiro lugar, o CTR é considerado um dos indicadores de Marketing Digital mais importantes. Por meio dele, é possível saber a taxa de cliques e, na sequência, saber a retroalimentação do número de cliques e as visualizações.

Essa métrica, na prática, nada mais é do que a indicação da eficiência de uma campanha. Ao mesmo tempo, trata-se de descobrir a porcentagem de visitantes que deram um clique no anúncio logo após a visualização.

É possível afirmar que o CTR é uma métrica crucial para avaliar o desempenho de anúncio, que pode ser no site, por meio do ADS, ou nas redes sociais, de acordo com a opção escolhida pela sua empresa.

Vale lembrar que a taxa de cliques impacta diretamente o custo das suas campanhas e também o ranqueamento do seu site. Em pesquisas orgânicas, a importância do CTR também é importante e deve ser considerada.

Como é o cálculo do CTR?

O processo de medição do CTR é uma das alternativas mais simples que existem. Para entender esse conceito, preciso prestar atenção em dois pontos: cliques e impressões. A fórmula é a essa:

  • Imagine que um anúncio obteve 20 cliques;
  • Já as impressões foram de 200;
  • A conta é a seguinte: 20/100= 10%, ou seja, cliques divididos pelas impressões.

Agora que já sabe o que é a CTR e viu que o cálculo é simples, é necessário partir para o passo seguinte. Por meio dele, será possível ter uma noção mais aprofundada sobre o assunto e a importância que tem para a sua empresa.

Por que usar o CTR?

O ambiente on-line é muito competitivo e por isso é necessário prender a atenção do cliente. A função principal do CTR é fornecer uma ideia sobre a quantidade de pessoas que se interessam por aquilo e clicaram.

Isso leva à outra situação: a qualidade das keys e dos anúncios criados. Nesse cenário, quanto mais alta for a sua taxa de cliques a indicação é que o caminho a ser percorrido está na direção certa.

Quando a situação acima acontece, saiba que dá para gastar menos e impactar mais as pessoas. Além disso, o CTR demonstra quais ações foram mais certeiras, basta replicar essas práticas nas que não estão tão eficazes.

Qual a relação entre CTR, CPM, CPC e CPA?

A segunda parte do artigo é voltada para mostrar a relação entre o seu CTR, CPM, CPC e CPA. O primeiro é uma métrica, enquanto que o segundo e terceiro, na verdade, são inerentes ao formato de campanha.

Entender o que foi explicado no parágrafo anterior não é das tarefa mais fáceis, porém a explicação de cada um deles é indispensável para o entendimento e a aplicação, veja:

CPM (Custo por Mil Impressões)

Embora pareça bastante um nome de banda, o CPM nada mais é do que uma métrica que indica o gasto por mil impressões. Isso indica a quantidade de vezes que a publicidade foi exibida ao público na internet. 

Se a CPM for escolhida como forma de pagamento, o anunciante aceita pagar pela publicação do anúncio um valor pré-determinado por mil impressões. No entanto, só dá para atingir as mil impressões se o site tiver muito tráfego.

O principal uso desse recurso se dá em campanhas para conscientizar o público sobre algo. Entretanto, também pode ser uma excelente opção para empresas de médio e grande porte, que possuem muitas visitas diárias.

CPC (Custo Por Clique)

Esse formato é muito usado para compra de palavras-chave no Google Ads, por exemplo. Isso, por outro lado, não indica que não seja interessante para saber os resultados do anúncio e por isso é ideal para tráfego no seu blog.

Para empresas ainda em estágio inicial, dá para afirmar que trata-se de uma estratégia muito mais interessante. Afinal, dá para saber os valores pagos para os cliques dados e permite evitar surpresas no fim do processo.

Essa métrica possibilita entender o interessante do seu público, por isso é tão indicada para os iniciantes. Dentre as opções disponíveis aqui, ou seja, em comparação com o CPM, a escolha pode ser no CPC (Custo Por Clique).

CPA (Custo por Aquisição)

É necessário entender, antes de mais nada, que é a opção mais cara, porque será necessário pagar apenas quando o objetivo final da campanha for atingido, por exemplo: uma venda, download de um material, etc. 

Essa estratégia é eficiente para sites que trabalham com uma margem de lucro mais apertada. Entretanto, é de baixo risco para quem anuncia e a razão, como citado acima, é o fato de pagar só depois de completar a ação.

Para evitar erros e escolher uma alternativa que caiba no seu bolso e seja eficaz, é importante contar com auxílio profissional. Vários gestores tentam decidir por si e depois tomam decisões que não se sustentam a longo prazo.

Quais as razões para acompanhar essa métrica?

Existem vários motivos para acompanhar o CTR, já que diversos caminhos levam à importância de ter o acompanhamento em dia. É possível citar ao menos cinco pontos, confira as informações sobre uma por uma:

  • Aprimorar do Índice de Qualidade (IQ): Corresponde ao cálculo que o Google faz para melhorar o ranqueamento de anúncios. Se o seu CTR for alto, a chance de ranquear em cima é maior.
  • Reduzir as despesas: Um CTR alto indica que a empresa gasta menos para aparecer e receber mais cliques, o Google gosta disso. Toda essa relevância é fundamental para que a indexação da página aconteça. 
  • Melhorar ranqueamento orgânico: Para ter uma posição mais elevada na busca orgânica, continue apostando no SEO. Isso, todavia, não impede que você também use campanhas pagas e tenha um CTR alto.
  • Dar visibilidade orgânica nas redes sociais: Utilizar o potencial de cada rede social é importante e traz engajamento para a empresa. O CTR elevado indica que as pessoas clicam nos lugares corretos.
  • Aumento da taxa de conversão: O acompanhamento da taxa de cliques é crucial para atingir e manter um nível alto. Quanto mais elevado estiver, a tendência é que a sua taxa de conversão cresça logo.

Deu para conferir cinco pontos para acompanhar o seu CTR, mas ainda tem mais duas perguntas para serem respondidas. Assim, veja quais são elas e tenha a resposta ideal para usar a taxa de clique sempre em seu favor.

Alto ou baixo: Como saber se o CTR está alto?

Quanto mais alto for o CTR, na verdade, significa que o seu negócio terá mais benefícios. Por outro lado, é necessário afirmar que, na média, uma taxa de cliques de 3% já é considerada boa.

É fundamental considerar a experiência com anúncios, o nicho de mercado e os concorrentes. Em outras palavras, até chegar à decisão final se o seu CTR é bom ou não, preste muita atenção em todas essas questões.

Pense que o CTR de uma empresa é de 5%, mas os concorrentes conseguem 10%, a indicação não é nada boa. Na hora de analisar, pense nos modelos de campanhas e entenda o potencial de alcance de cada um deles.

7 dicas para aumentar o CTR dos anúncios e das palavras-chave

Existem algumas dicas que são cruciais para aumentar o seu CTR, por meio delas fica mais simples de melhorar o alcance do anúncio. Desse modo, é necessário conhecer a importância que possuem para o seu negócio.

  • Escolha uma boa palavra-chave principal: Dentro de um anúncio, a melhor opção é inserir naturalmente no seu texto. A proposta é que a experiência do usuário fique melhor ainda.
  • Opte por uma URL amigável: Capriche na escolha e deixe parecida com o anúncio, pois muitos usuários prestam muita atenção nisso.
  • Negative os termos não interessantes: É primordial evitar o uso das palavras que não são boas, pois é dinheiro gasto sem ser preciso. Nesse sentido, crie uma lista e evite o uso, já que não trará resultados.
  • Use em datas especiais: Dependendo do seu nicho de mercado, use as datas sazonais para criar campanhas para a sua empresa.
  • Capriche na sua Chamada Para Ação: O CTA é uma ação essencial para ter mais na sua landing page ou outra página que a gestão prefira. Para esse fim, use palavras como “inscreva-se agora”, “entre em contato”, “invista mais em sí”.
  • Utilize as extensões de anúncio: Dentro do Ads, que é a plataforma de anúncios mais comuns, existem muitas extensões para usar. Por meio delas, reserve um espaço para incluir os seus dados de contatos.
  • Crie uma tática eficiente: Teste e crie uma estratégia eficaz, replique nas outras campanhas para melhorá-las.

Se a sua empresa tiver essas atitudes, a tendência natural é conseguir um alcance maior ainda. Posteriormente, o ideal é apenas entender os pontos fortes e fracos, melhorar o segundo e fortalecer o primeiro. Achou muito complicado aumentar o CTR da sua página? Agende uma reunião comigo e tenha todos os detalhes para colocar em prática o que foi ensinado aqui, sem contar outras estratégias eficientes para o seu negócio.

Nuno Cruz

Nuno Cruz

Olá! Eu sou o Nuno Cruz. Sou Co-fundador da Getboost, Empreendedor Digital e Consultor de Marketing e Estratégia Digital. Sou apaixonado por Marketing Digital, Estratégia, Negócios Online, Empreendedorismo e Desenvolvimento Pessoal.

Deixe uma resposta